Aviso

You must be over 18 to access this website.
Cannadouro Magazine 6
Cannadouro Magazine Subscrição anual 25 euros com oferta de bilete de um dia para Cannadouro 2022

Actualidade

21 Mar 2022

Na intransigente defesa do cânhamo, para todos!

Nos primeiros dias de Janeiro de 2022, a legislação que regulamenta o cânhamo para fins industriais voltou a mudar e o cânhamo industrial voltou a estar debaixo de fogo. Isto porque a (nova) Portaria 14/2022, de 5 de Janeiro, veio trazer várias condicionantes ao cultivo de cânhamo a nível nacional. Mas antes de contarmos tudo temos algo importante a anunciar e se estiver interessado neste sector, a sua ajuda na defesa do cânhamo português, para todos, é necessária! 

No seguimento da publicação da portaria, a CannaCasa lançou o movimento “Unidos pelo Cânhamo”, constituído pelas várias associações e cooperativas da área, nomeadamente a Associação de Cânhamo Industrial - CannaCasa, a Associação de Comerciantes de Cânhamo Industrial de Portugal - ACCIP e a Cooperativa de Produtores de Cânhamo - Lusicanna

 

O que é que está em causa? 

A cultura do cânhamo industrial é a candidata ideal para os desafios do mundo moderno e a sua produção tem vindo a ser incentivada, devido ao seu extraordinário potencial a nível ecológico e contribuição para a economia, com aplicações em múltiplas áreas, nomeadamente nas indústrias têxtil, do papel, da produção de alimentos, do bem-estar, dos materiais de construção, entre várias outras. 

A produção de cânhamo é consagrada na legislação europeia e subsidiada no âmbito da Política Agrícola Comum. Portugal, incompreensivelmente, tem vindo a legislar de forma restritiva no sentido de caracterizar progressivamente o cânhamo como cultura de excepção, e portanto, no sentido contrário à tendência Europeia e global de distinguir positivamente o cânhamo como cultura agrícola emergente.

Por exemplo, a Reforma da Agricultura dos Estados Unidos da América, em 2019, incluiu o cânhamo industrial nas variedades subsidiadas e alvo de apoios. A Comissão Europeia criou também uma página específica sobre o cânhamo industrial onde caracteriza a cultura do cânhamo como uma cultura que contribui para as metas do pacto ecológico europeu, assumindo um papel inquestionável para a sustentabilidade do planeta.  

Por que se pediu a suspensão da portaria?

De forma a garantir o acesso integral e legítimo dos agricultores à indústria do cânhamo industrial, a CannaCasa solicitou, aos ministérios envolvidos a suspensão da Portaria 14/2022, de forma a diligenciar no sentido de sanar estas lacunas anacrónicas da legislação.



Onde Comprar

Online

Pelo País fora...

  Perguntas Frequentes  

  • Comprar a revista

  • Subscrição

  • Publicidade

  • Edições anteriores

Subscreve

Notícias e eventos da CannaDouro Magazine.